Jongo da Serrinha representa a cultura afro-carioca no Rock in Rio

O palco Sunset, nesta sexta, 15/09, será do BRASIL. Ícones do samba como Jorge Aragão, Martinho da Vila, Alcione e Monarco receberão jovens como Roberta Sá e Criolo. E a baluarte Tia Maria, de 96 anos, fará uma apresentação especial com o Jongo da Serrinha. Juntos roqueiros e sambistas vão mostrar ao mundo a importância de suas raízes, dança e ancestralidade.
O Jongo da Serrinha é uma organização social com 60 anos, criada em Madureira, que promove ações integradas entre cultura, arte, saúde, memória, desenvolvimento social, trabalho e renda. Há 17 anos é uma associação sem fins lucrativos e atua em parceria com instituições públicas e privadas no Brasil, além de organizações internacionais para o desenvolvimento social de populações afro-brasileiras.
– Será uma honra para nós jongueiras participar de um evento que terá milhares de pessoas nos assistindo e conhecendo a arte do jongo. Eu, depois de 96 anos, nunca imaginei que isso aconteceria… Essa mistura de rock, samba e jongo para mim era inimaginável. Mas o bom dos tempos modernos é a valorização da diversidade cultural e musical. Quem pensava que velho não poderia fazer sua estreia no rock ou é ruim da cabeça ou doente do pé – brinca Tia Maria do Jongo.
s

Twitters