Seguros Promo

Ataque de Hackers-Dicas Práticas para a proteção de Usuários Comuns

Segundo reportagem publicada pela Agência Brasil, “ a preocupação com a segurança de dados em 2019 atingiu o maior patamar dos últimos dez anos. A conclusão é de um levantamento global chamado Índice de Segurança da Unisys, em referência à empresa autora do estudo. Em 2009, o índice estava em 119 e neste ano passou para 175, um aumento de quase 50%. Em relação ao ano passado, contudo, o aumento foi de dois pontos, de 173 para 175”.

A pesquisa – feita anualmente para medir o sentimento de usuários de tecnologias digitais em relação à segurança da informação e hábitos relacionados ao tema – avaliou 13 mil pessoas de diversos países, entre eles o Brasil, e a maior preocupação foi a de fraudes em transações bancárias (índice de 180, contra 175 da média). Outras áreas também preocupam os internautas: “roubo de documentos, a contaminação de computadores e smartphones por vírus, o vazamento de dados por bancos e sites de comércio eletrônico e aspectos de segurança nacional”, diz a reportagem.  

Jáo relatório de Ameaças à Segurança na Internet (ISTR, na sigla em inglês) mostra que o Brasil é o sétimo país com mais invasões de hackers. No país, a palavra em inglês já possui uma conotação negativa de um especialista que usa seu vasto conhecimento em informática para produzir o mal em qualquer área para pessoas, empresas e até países. A cibersegurança é, hoje,  algo imprescindível, uma ferramenta de defesa e segurança.

Esses dados só reforçam que segurança cibernética é uma questão de sobrevivência para empresas e usuários comuns.

Abaixo,  o professor da pós-graduação em Segurança Cibernética da UniCarioca https://www.unicarioca.edu.br/  Guilherme Neves enumera quatro tópicos sobre cibersegurança para evitar e entender o Sequestro de usuários comuns.

  1. Sempre que tiver um link no e-mail , desconfie , principalmente se não foi solicitado. Só clique no link se tiver certeza . Passe o mouse em cima e verifique o endereço. Verifique o e-mail de origem , clique em cima do nome e veja se o e-mail corresponde ao do emissor. Muitas vezes, o atacante utiliza um nome conhecido com um e-mail falso.
  2. Mantenha o seu antivírus atualizado , use antivírus pago e, de preferência, com componente de inteligência artificial .
  3. Mantenha o seu sistema operacional atualizado , instale todas as atualizações de segurança disponíveis. Antes de instalar faça um backup ou um ponto de recuperação , se a atualização tiver alguma incompatibilidade com os seus sistemas , tem como voltar o backup ou o ponto de recuperação.
  4. Mantenha o seu backup atualizado e, despois de concluído, retire a mídia de backup. Nunca deixe conectado , senão, quando sofrer o ataque, o seu backup será criptografado também.

Contrate um profissional de segurança para gerir a sua infraestrutura , fazer testes de vulnerabilidade e invasão periodicamente a cada 6 meses se for do setor financeiro ou setores regulados , ou a cada 12 meses para outras áreas.

Twitters

Seguros Promo