fbpx
Direito

COMPORTAMENTO DE MANADA – QUANDO O HOMEM AGE EM BANDO SEM PENSAR

Image: Free-Photos
Pixabay License – Grátis para uso comercial, atribuição não requerida

A psicologia das massas é um ramo da psicologia social que propõe várias teorias para explicar as maneiras em que uma multidão difere e a forma que interage com os indivíduos dentro dela.

Sabe-se que o comportamento de grupo é fortemente influenciado pela perda de responsabilidade do indivíduo (Greenberg, 2010 & Toch, 1988).
Comportamento de manada ou psicologia das massas descreve como indivíduos de um grupo podem agir coletivamente sem direção centralizada. O termo pode referir-se o comportamento dos animais em rebanhos, bandos de aves, cardumes de peixes e assim por diante, bem como o comportamento dos seres humanos em manifestações, motins, greves gerais, eventos esportivos (torcidas organizadas), encontros religiosos e episódios de violência em massa (Braha, 2012).

Muitas vezes vemos torcedores sendo presos por se envolver em brigas de torcidas organizadas. Mas, que individualmente nunca teriam cometido atos criminosos.

Filósofos como Søren Kierkegaard e Nietzsche Friedrich estavam entre os primeiros a criticar o que se referiam como “a multidão” (Kierkegaard) e “moral herdada” e do “instinto de rebanho” (Nietzsche) na sociedade humana. Pesquisas feitas por psicólogos e economistas modernos
identificaram a presença do comportamento de manada em seres humanos para explicar fenômenos que ocorrem quando um grande número de pessoas se aglomera e age da mesma forma ao mesmo tempo.

Quem cunhou o termo “comportamento de manada” foi o cirurgião britânico Wilfred Trotter em seu livro “Peace and War” publicado em 1914 e posteriormente tal comportamento foi descrito em situações que envolviam influências sociais, tendências econômicas (tais como “emulação”), onde certos indivíduos de um determinado grupo imitam outros membros de um status mais elevado.

Em 1903 o sociólogo Georg Simmel tratou este comportamento como “impulso de sociabilidade no homem”, descrevendo as formas de associação adotadas por um conjunto de indivíduos separados e como são constituídos em uma sociedade. Freud chamou este comportamento de “psicologia das massas”, Carl Jung chamou de “inconsciente coletivo” e Gustave Le Bon de “mente popular”. Então notamos que muitas vezes o mesmo comportamento tem diferentes nomes.
Você já REFLETIU que a Pandemia da Covid-19 pode gerar tal comportamento?

Agora ficou mais fácil gerar boletos, mesmo para quem não possui uma conta corrente: Clique aqui e saiba mais

Rio Notícias

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Clip da Semana