Doenças da modernidade 

depressed-390938_1280As pessoas consideram comuns algumas doenças, com certeza você já ouviu falar ou conhece alguém ou quem sabe você mesmo foi vítima de doenças como depressão, síndrome do pânico, ansiedade e insônia, doenças da modernidade. Existem outras variações de patologias ligadas ao estresse, mas escolhi me aprofundar nessas quatro, por serem mais comuns e porque têm gerado sérias discussões em torno dos seus diagnósticos, tratamentos e efeitos colaterais. 
Vamos tentar entender essas doenças e começaremos pela ansiedade que pode ser definida de varias formas, como angústia, palpitação, aflição, pensamento acelerado, medo causado por inseguranças e incertezas. Na verdade a ansiedade assim como a tristeza é uma emoção, um estado de espirito que muitas vezes pode ser usado a nosso favor, em nossa defesa; mas precisamos ficar atentos, porque o seu descontrole ou intensidade tornara uma patologia e pode desencadear outras síndromes. 
A síndrome do pânico, por exemplo, é um tipo de transtorno de ansiedade e no momento da crise a pessoa sofre alterações físicas, como fortes palpitações, os pés e mãos ficam gelados, o corpo fica tremulo, pode ocorrer tonturas, desmaios e até paralisias. A pessoa fica desesperada e com medo de que algo ruim aconteça, mesmo que não tenha motivo ou nenhum sinal de perigo. 
O Transtorno de Pânico causa um medo agudo que impede o indivíduo de ter uma vida normal, porque depois da crise continua a preocupação com a possibilidade de novos ataques, o medo de perder o controle, de enlouquecer e morrer. Essas sensações são angustiantes e podem comprometer atividades cotidianas, tornando a vítima dependente de outras pessoas. 
A Depressão é um distúrbio afetivo e existe há muitos anos, mas tornou – se comum atualmente. Essa doença causa uma alteração química nos neurotransmissores, as substâncias (serotonina, noradrenalina e a dopamina) que transmitem impulsos nervosos entre as células são comprometidas. A pessoa fica sensível e sente forte tristeza, pessimismo e baixa autoestima. Algumas pessoas ficam acamadas, perdem o apetite e a vontade de cuidar-se e fazer coisas simples, como tomar um banho, estudar ou trabalhar, pode aparecer também o desejo de morrer. 
A insônia é um distúrbio que impede a pessoa de dormir e/ ou de permanecer dormindo a noite toda. Este problema causa alterações no humor, cansaço e falta de energia para executar tarefas. A insônia crônica compromete o desempenho no trabalho, estudos, nos relacionamentos e na qualidade de vida. 
O distúrbio do sono pode causar outras doenças, porque o sono é importante para o bom funcionamento do nosso corpo, a falta dele causa várias alterações e consequentemente o surgimento de outras patologias, como dores de cabeça e baixa imunidade sujeitando o indivíduo a contrair infecções. A insônia pode surgir por diferentes motivos, como estresse, preocupações, problemas emocionais, ansiedade ou até o uso indevido de medicação. 
Alias o uso indevido de medicação merece uma matéria à parte. Mas nesse momento quero te chamar a atenção para a indústria farmacêutica e lembrar que este é um mercado e que segundo o diretor da revisão do DSM (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), o psiquiatra Allen Frances, esta indústria investe bilhões de dólares em publicidade enganosa para vender doenças psiquiátricas e empurrar medicamentos. É preciso ter cuidado para não transformar problemas diários em transtornos mentais e trata-los com remédios. 
É lamentável que tantas pessoas sofram de doenças tão graves que nos impedem de ter qualidade de vida e em alguns casos levam a morte. Mas podemos reverter esta situação, porque nós mesmos criamos tais doenças e acredito que da mesma forma podemos combate-las. É possível mudar certos hábitos, priorizar nossa saúde e bem estar para finalmente, nos manter livres destas patologias. 

Keitty Fernandes

facebook-3

blog

Twitters

    Please check your internet connection.