fbpx
Blog do Rio Noticias do Rio

Justiça do Rio faz acordo com ‘doleiro dos doleiros” para devolução de R$ 1 Bilhão

Segundo informações do Ministério Público Federal (MPF) o ‘doleiro dos doleiros’ Dario Messer se comprometeu a devolver aos cofres públicos um bilhão de reais. Réu em processos da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro por esquemas nacionais e transnacionais de lavagem de dinheiro e outros crimes, a Justiça Federal homologou acordo de delação premiada com Messer.

A força tarefa da Lava jato no estado do Rio de Janeiro avalia que o acordo, Homologado pelas 2ª e a 7ª Varas Federais Criminais do Rio, permitirá a coleta de provas para investigações em andamento. E de acordo com o MPF o acordo com Messer promove algo em escala inédita na Justiça Brasileira. Inclusive o combinado é que O ‘doleiro dos doleiros’ cumpra uma pena de até 18 amps e 9 meses de prisão, com progressão de regime prevista em lei.

Bens imóveis de alto padrão, obras de arte, patrimônio no Paraguai ligado a atividades agropecuárias e imobiliárias do ‘doleiro dos doleiros’: 1 bilhão a ser devolvido

Messer, ‘doleiro dos doleiros’ já depôs e tudo que informou foi juntado aos autos dos processos associados a três investigações, por exemplo:

  • “Marakata”, nome dado a transações de dólar-cabo usado para lavar dinheiro em contrabando de esmeraldas;
  • “Patrón”, refere-se organização transnacional de lavagem de dinheiro liderada por Messer no Paraguai.
  • “Câmbio, desligo”, era o esquema de lavagem de dinheiro que movimentou mais de US$ 1,6 bilhão a partir do Uruguai

O valor de R$ 1 Bilhão a ser devolvido incluem bens imóveis de alto padrão e valores no Brasil e no exterior. Além de obras de arte e um patrimônio no Paraguai ligado a atividades agropecuárias e imobiliárias do ‘doleiro dos doleiros’. Tais bens deverão fundamentar um pedido de cooperação com as autoridades paraguaias para sua partilha com o Brasil.

Dario Messer é velho conhecido da Polícia Federal, já que o doleiro vem sendo investigado há mais de 30 anos. Assim desde 1980, segundo a PF,  o ‘doleiro dos doleiros’ aparecia em inquéritos como operador de personalidades. Era o então patrono da Escola de Samba Salgueiro, Waldomiro Paes Garcia, o Miro. Nas investigações do Mensalão, a Polícia Federal apontou o Dario Messer como o responsável por enviar US$ 1 bilhão de forma irregular para o exterior. E depositar o valor equivalente em reais em contas para integrantes do PT no Banco Rural. Também há 15 anos Comissão Parlamentar de Inquérito do Banestado descobriu uma movimentação de forma irregular de R$ 8 bilhões, entre 1996 e 2002 ligada ao doleiro. Dario também apareceu no caso Swissleaks como proprietário de uma offshore no Panamá. Messer foi indiciado em vários processos porém nunca foi preso

Ricardo Albuquerque

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

  • O ideal é que ele fosse preso, mas se está devolvendo 1Bi, já traz algum alento, isso é importante para o Rio de janeiro, esse dinheiro fez muita falta para a saúde e educação. Sem toda essa corrupção estaríamos muito melhor, certamente essa pandemia não estaria destruindo nossa cidade.
    Esse ano teremos eleições municipais, e uma coisa o carioca já tem em mente, desse jeito não podemos continuar. O Rio precisa de alguém que realmente respeite e ame essa cidade, e tenha preparo para vida pública. A Pré-candidata Gloria Heloiza, é uma carioca que vem do povo, cresceu na zona oeste do Rio, com as mesmas dificuldades que todo carioca de vida simples tem. Chegou na magistratura e não quer ficar só por aí. Conheça um pouco do seu trabalho a frente da 2.ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso.
    Veja o video!
    https://youtu.be/1cAzVbHBRZo

Clip da Semana