Seguros Promo

O que é a taxa de turismo na Europa?


É bastante provável que durante viagens recentes os turistas já tenham se deparado com uma cobrança de taxa extra na hospedagem ou na saída do país que visitaram. Se o destino fazia parte do eixo europeu, as chances são maiores ainda. A prática, conhecida como taxa de turismo, tem se tornado cada vez mais comum e muitos viajantes se questionam se a mesma é legítima, muitas vezes por não ter certeza do que significa.

O que quer dizer taxa de turismo?

Diferente das taxas e custos de viagem, vistos ou compras, a taxa de turismo tem o objetivo de arrecadar fundos para apoiar e manter a infraestrutura local, recursos naturais e sustentabilidade da cidade, além de modernizar atrações turísticas. Os valores variam de acordo com o lugar, mas em geral não são altos.

Alguns governos utilizam dessa taxa como forma de compensar o excesso de turismo na região. Muitas cidades já são consideradas superlotadas e impraticáveis para seus moradores, tamanha é a população de turistas. Algumas não suportam geograficamente o número de visitantes, por isso medidas como aumento dos preços de hospedagens ou taxas de turismo entram em cena, para equilibrar de alguma forma o fluxo intenso de pessoas.

Quem paga a taxa de turismo?

Todos os turistas que se hospedam na cidade devem pagar a taxa de turismo, que geralmente é cobrada no check-out, para que seja calculado corretamente o número de noites que o viajante ficou na cidade. Nem todos os sites de reserva indicam o valor da taxa, portanto, é importante ficar atento na hora de reservar um hotel.

Algumas cidades oferecem isenções da taxa de turismo para casos como de crianças, pessoas com deficiências e seus acompanhantes, pessoas em tratamento médico no local, motoristas de ônibus e guias turísticos. Assim como os valores, algumas dessas isenções da taxa variam dependendo do local. Em cidades como a Eslovênia, crianças acima de 7 anos já pagam metade da taxa, por exemplo.

As maiores taxas de turismo da Europa

França – a taxe de sejour é cobrada por pessoa, por noite, e varia de acordo com o tipo de hospedagem escolhida. As taxas variam entre 0,20 a 4 euros, e crianças menores de 18 anos estão isentas do valor.

Itália – conhecida como Tassa di soggiorno, as taxas de turismo na Itália variam de acordo com a cidade. As médias em Roma vão de 3 a 7 euros por noite, enquanto em Milão, vai de 2 a 5 euros por noite.

Espanha – as taxas na Espanha variam de acordo com a temporada e região. Na baixa temporada os valores caem em 50%. O dinheiro arrecadado com essas taxas vai para proteção de recursos das ilhas.

Não há garantias de que esse tipo de cobrança resolve o problema do turismo em excesso. Muito da solução passa por sustentabilidade, planejamento e responsabilidade. E claro, na sustentabilidade da região acima do lucro. Esses são alguns dos passos que podem ajudar a solucionar o problema.

Twitters

Seguros Promo