fbpx
Blog do Rio

Rio de Janeiro na Lista do Patrimônio Mundial

Com o Rio, Brasil passa a ter 19 sítios na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO

 O Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO, que realiza sua 36ª. reunião em São Petersburgo, na Rússia, aprovou neste domingo (01/07/2012) o ingresso do Rio de Janeiro na Lista do Patrimônio Mundial.

O Rio entrou para a Lista na categoria de paisagem cultural pelo cenário urbano excepcional da cidade, constituído por elementos naturais essenciais que moldam e inspiram o seu desenvolvimento: desde a entrada da Baía de Guanabara, com suas fortificações e elevações dos Morros do Pão de Açúcar e Cara de Cão; passando pela enseada de Botafogo e a orla de Copacabana; até alcançar, ao fundo, os pontos mais altos das montanhas do Parque Nacional da Tijuca.

O sítio do Patrimônio Mundial, aprovado pelo Comitê, reúne o Jardim Botânico, criado em 1808, o Corcovado com a sua célebre estátua do Cristo Redentor e as colinas ao redor da Baía de Guanabara, incluindo as paisagens urbanas projetadas na área, que contribuíram para a cultura carioca de vida ao ar livre. O Comitê também reconhece a relevância da inspiração artística que o Rio oferece a músicos, paisagistas e urbanistas.

“O título conseguido hoje pelo Rio em São Petersburgo representa o olhar da comunidade internacional sobre os valores da cidade, ampliando ainda mais o compromisso de se consolidar uma prática de gestão compartilhada pelos três entes federativos, que seja apoiada e constantemente monitorada pela comunidade”, destaca o Representante da UNESCO no Brasil, Lucien Muñoz.

Muñoz lembra que a cidade vive um momento especial devido à Rio+20, aos investimentos previstos para a Copa, para os Jogos Olímpicos, para a região central e para a área portuária, além de uma fase colaborativa e coerente de atuação dos governos. “Um título mundial, pelo seu valor simbólico, deve contribuir para um pacto permanente em torno de valores duradouros e sustentáveis, selando um compromisso comum em favor dessa que é a cidade mais amada pelos brasileiros”, frisa Muñoz.

O ingresso do Rio de Janeiro na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO foi aprovado após 10 anos de trabalho em prol de sua candidatura. Em 2002, se deu a primeira tentativa de inscrição do Rio na Lista, quando uma avaliação indicou a necessidade de se alterar o enfoque e a delimitação então proposta para o sítio. Era preciso adotar a abordagem técnica adequada e as garantias que dessem à UNESCO a segurança necessária para incluir esse vasto e complexo sítio em sua lista.

“Desde então, o escritório da UNESCO no Brasil nunca perdeu de vista a possibilidade da inscrição do Rio e estimulou os sucessivos dirigentes dos órgãos do governo brasileiro a retomar os estudos e reapresentar o dossiê desse sítio excepcional que, mesmo antes do reconhecimento, todos entendiam merecer fazer parte da Lista do Patrimônio da Humanidade”, explica a Coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil, Jurema Machado, que acompanha o assunto no Brasil há uma década.

A solução definitiva veio quando, em 2008, o IPHAN retomou os trabalhos sob a coordenação da arquiteta Cristina Lodi e conseguiu, de forma inédita, orquestrar um conjunto de atores que foram decisivos para o resultado: além do próprio IPHAN, o ICMBio, o governo do Estado do Rio de Janeiro, a Prefeitura do Rio, o setor privado, liderado pela Associação de Empreendedores Amigos da UNESCO, e a Fundação Roberto Marinho.

A proposição foi denominada de Paisagens cariocas entre o mar e a montanha e baseia-se nos princípios de identificação das paisagens culturais, envolvendo os critérios de paisagem intencionalmente desenhada, paisagem organicamente evolutiva e paisagem vinculada à história e indissociável do imaginário do país ao longo de séculos. No Rio, a simbiose entre a cidade e a paisagem é única, ainda mais marcante do que os valores do sítio histórico em si, dos monumentos e da arquitetura.

A 36ª reunião do Comitê do Patrimônio Mundial, um órgão independente composto por 21 Estados-partes da Convenção do Patrimônio Mundial de 1972, prossegue até 6 de julho. No total, o Comitê irá considerar a inscrição de 33 novos sítios na Lista do Patrimônio Mundial.

Mais informações sobre o Rio: http://whc.unesco.org/en/list/1100

Comitê do Patrimônio Mundial : http://whc.unesco.org/

font: http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/rio_becomes_the_19th_brazilian_site_in_the_world_heritage_list_of_unesco/

Clip da Semana