fbpx
Blog do Rio Saúde & Bem Estar

Zumbido no ouvido — fique alerta para esse sintoma

Apesar do grande número de pessoas apresentarem o sintoma de zumbido no ouvido, apenas uma pequena parcela, cerca de 5%, se incomoda verdadeiramente com esse incômodo. O indivíduo resolve procurar um especialista quando o mal-estar começa a comprometer a sua qualidade de vida, com irritabilidade, insônia, falta de concentração e depressão.

O zumbido quando chega a ser crônico, pode causar um impacto muito grande na vida das pessoas, alerta Dra. Andréa Pires de Mello, Chefe do Centro de Pesquisa da Audição e Equilíbrio da Clínica Pires de Mello.

 Também chamado de acúfeno ou tinnitus, é definido como uma sensação auditiva no ouvido ou na cabeça, na ausência de uma fonte sonora externa, um som inexistente. “

Existem diversas causas para o zumbido no ouvido

  • Causas Metabólicas;
  • Causas Vasculares;
  • Uso de certas medicações;
  • Excesso de cafeína;
  • Depressão;
  • Acúmulo de cera no ouvido pressionando o tímpano;

AINDA TEM DÚVIDA SOBRE ZUMBIDO NO OUVIDO?

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE ZUMBIDO NO OUVIDO 

1) Existem vários tipos de zumbido?
Sim,  alguns são agudos e outros graves, sendo os mais comuns: apito, panela de pressão, cigarra,  grilo….
Algumas vezes o zumbido pode lembrar a batida do coração, ou assemelhar-se à batida de asa de um inseto. Nestes casos, a origem do zumbido encontra-se fora da orelha, em vasos sanguíneos ou músculos próximos aos ouvidos.

2) Quais são as principais causas do zumbido no ouvido?
Diversas causas podem ser citadas:  metabólicas (alteração na glicemia, no colesterol, problemas na tireoide), uso de certas medicações (ototóxicos), causas vasculares, alteração de coluna cervical, depressão e muitas outras. Uma causa extremamente comum para o zumbido são os erros alimentares, jejum prolongado, excesso de cafeína, nisso falamos nos refrigerantes, mate, chá preto, que tem muita cafeína…

3) O barulho pode levar ao zumbido no ouvido?
Atualmente vivemos com um barulho crescente nas grandes cidades, então você está exposto através do seu trabalho, na própria cidade em que você vive e também nos momentos de lazer. Alterações que costumávamos encontrar somente nos indivíduos mais velhos, atualmente verificamos na infância e nos adolescentes.

 4) É comum ter zumbido no ouvido e tontura associada?
Muito comum o zumbido estar associado à perda auditiva (90 % dos casos), à tontura,  e também à hipersensibilidade a sons.

 5) Como diagnosticar o zumbido no ouvido?  Através da consulta com o otorrino e do exame físico,          audiometria, que vai avaliar sua audição, medida do zumbido e medida da sensibilidade a sons. 

6) O zumbido no ouvido precisa ser tratado?
Veja bem, todo o zumbido precisa ser INVESTIGADO !!!! Não podemos esquecer que existem causas mais sérias para esse zumbido. A busca pelo diagnóstico etiológico – causa do zumbido – se torna fundamental. O Zumbido é um sintoma, e não uma doença. Logo, não devemos tratar todos os casos de  zumbido de uma única forma . 

7) O estresse pode causar zumbido ?
Também deve ser valorizado. Muitos tem sintomas no ouvido exclusivamente pelo estresse. O estresse tem mecanismos para aumentar a percepção de determinados estímulos. Já está comprovado cientificamente que existem certas atividades que funcionam como uma válvula de escape, e você tem que descobrir qual é a atividade que te dá prazer, se é música, esporte, meditação…

Importante ficar atento ao zumbido no ouvido
 Apesar do grande número de indivíduos que apresentam este sintoma , apenas uma pequena parcela, cerca de 5%, se incomoda verdadeiramente com ele. Nestes casos, há importante comprometimento da qualidade de vida, com irritabilidade, insônia, falta de concentração e  depressão.

Além do tratamento  medicamentoso, existem ainda outras opções de abordagem do Zumbido, como a Habituação Auditiva, Biofeedback e  Terapia Cognitiva. Porém, a sua escolha dependerá da causa.

Portanto, não devemos dizer ao paciente que ele deve se acostumar com o zumbido, já que existem tantas alternativas para tentar melhorar a sua qualidade de vida !!!

 O zumbido se apresenta de diversas maneiras, que dão pistas para que o Otorrinolaringologista ou o Otoneurologista possam melhor diagnosticar a causa.

Podem se apresentar como: um chiado, campainha, cachoeira, um mono tom contínuo, zumbido pulsado, e muito mais.

Independente de qualquer coisa, todo o zumbido no ouvido sempre deverá ser investigado.

Apesar de menos comum, pode ser a manifestação de uma doença mais grave (neurológica).

Por isso, se este mal aflige você, procure logo se consultar com um Otorrinolaringologista ou com um Otoneurologista de confiança.

www.andreapiresdemello.com.br
Siga o Instagram: @DraAndreaPiresdeMello

Rio Notícias

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Clip da Semana